Texto: João Craveiro | Fotografia:  Mafalda Lalanda

Junto à praia fluvial do Tabuão, a música voltou mais uma vez a ser o destaque e com 25 anos às costas, regressou mais um Festival Paredes de Coura.


Neste dia começa a verdadeira correria no Vodafone Paredes de Coura. A maioria dos festivaleiros já tem um lugar à sombra (ou não) na floresta que os abriga, mas o melhor lugar é a front row do Palco Vodafone Paredes de Coura. Após o aquecimento pelas Festas da Vila, é altura de conhecer tudo o que o 25º aniversário do PDC tem para oferecer.

Foi o pôr-do-sol que deu início ao primeiro dia do Festival Paredes de Coura. O projecto Escola do Rock celebrou o aniversário do festival ao recordar as músicas das bandas mais marcantes que pisaram o habitat natural da música. A actuação surpreendeu pela positiva e lembrou o talento dos jovens artistas portugueses que compõe este projecto cultural.

Após The Wedding Present, deparamo-nos com mais uma produção nacional. Desta vez, vibramos com a actuação dos Mão Morta. O grupo manteve uma presença teatral com picos de intensidade e nostalgia pelo revisitar do álbum Mutantes S. 21 (1992). A banda, já bem conhecida do festival, reservou um espaço para cantar os parabéns ao “mais antigo festival do país com edições regulares”.

Sem dúvida, uma actuação que faz jus ao nome de Adolfo Luxúria Canibal.

Os nomes mais aguardados ainda estavam por chegar. Future Islands prometeram cativar os festivaleiros com a sua energia em palco e o vocalista Samuel T. Herring não deixou de cumprir a promessa. Um momento dedicado à música electrónica mais saltitante, que não deixa ninguém indiferente ao trabalho que o grupo norte-americano tem vindo a desenvolver nas suas performances.

Contudo, foram as palavras de Kate Tempest que encerraram a noite. As rimas, as pausas perfeitas e a respiração interminável da rapper britânica contagiaram o público que aderiu ao spoken word com aplausos e gritos de aprovação. A mística entre poesia, música e filosofia mergulha-nos num momento de reflexão que se conjuga perfeitamente com a paisagem do festival.

Fala connosco, dá-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.