Com um cartaz plenamente internacional, a nova promotora barcelense nasce no meio de uma noite cheia.

13048185_1768790573350186_487781922719735543_o


Os norte-americanos The Blank TapesEvols, Vozzyow (ES) e TOCONAO, preenchem assim o alinhamento no primeiro evento da promotora barcelense Macho Alfa. O dia marcado é 6 de Maio e os lugares marcados são já os do costume, o CCOB e o bar do Xano, que abrem assim as portas a mais uma noite de muita música e festa em pleno centro da cidade do galo.

Mas comecemos por falar de The Blank Tapes, que segundo consta “trazem california dreaming até Barcelos”.

Matt Adams é assim o responsável pela sonoridade deste projecto. Crescido no Sul da California, estabeleceu-se em Los Angeles onde aprendeu a tocar, virtualmente, todos os instrumentos necessários a fundar uma banda de garagem. Diz-se então detentor de um espólio mental enorme, com centenas de canções originais, que recorda com exatidão e que dão então lugar a todos os seus discos: os que perdeu, os que esperam edição (se algum dia ela vier) e os que planeia para o futuro com determinada minúcia.

Sonoridade então relaxada, fluente de rock da costa oeste ou pop psicadélica, é o que prometem trazer a Barcelos nesta tour europeia em que apresentam o último disco, “Ojos Rojos”, que viu a luz a 15 de Abril. Traz também os restantes parceiros de estrada e prometem que, juntos, farão levitar o auditório do CCOB.

Já os Evols nós conhecemos melhor, ate porque passaram recentemente por Coimbra. Formados em 2008, lançaram em 2010 o seu primeiro álbum e desde então tocaram nos mais variados espaços, desde a Casa da Música ao Milhões de Festa, em Barcelos, ou até mesmo no extinto Nasti Club em Madrid, abrindo concertos para bandas como Abe Vigoda, Spectrum (Sonic Boom) ou The Dodos.

Contando, nos seus concertos, com uma forte componente visual, chegaram a colaborar com nomes como Pedro Maia (p.ma) ou mesmo a musicar filmes experimentais do norte-americano Robert Todd.

No final de 2012 iniciaram as gravações do novo álbum e, já em 2013, decidiram juntar à banda dois elementos, entrando assim para a banda Jorge Queijo e João Santos. Depois de dois anos e meio de gravações, o segundo álbum tem data marcada para Setembro deste ano, sendo editado pela Wasser Bassin em parceria com a Cultura FNAC.

Depois temos ainda os galegos Vozzyow.  Nascidos da frustração e da ira, conceitos que se sintetizam com perfeição na sua música, eles que são parte de uma última geração de uma cena galega que se afirma com cada vez mais força.

“Têm no seu disco Petroglifos Mogor uma energia como que pontapeia caras alheias.”

Por último e não menos importante teremos os TOCONAO, um duo barcelense, produtores de música electrónica, formado em 2014 por Nuno Bessa e Rui Gomes. A sua sonoridade toma como ponto de partida o distanciamento de uma ferramenta tão essencial na actualidade, o Computador, levando o hardware como centro para a construção de uma electrónica que percorre vários caminhos para no fim da linha encontrar a música de dança.

Posto isto o horário é simples:

21:30 — CCOB | Abertura de portas

22:00 — CCOB | Evols

23:00 — CCOB | The Blank Tapes

00:30 — Bar do Xano | Vozzyow (ES)

01:30 — Bar do Xano | TOCONAO

A macho alfa, que assume ter como objecto “a música moderna e as suas ramificações noutros meios de expressão”, é assim o novo jogador na promoção da cena musical Barcelense, esse paraíso da experimentação estilística que nos deu o Milhões de Festa e dezenas de bandas e projectos vanguardistas no pequeno mundo da música portuguesa. Propõe-se à difusão e programação regular e descentralizada do seu objecto, orientada pelo princípio da independência, promovendo os artistas que afloram em Portugal e fomentando a cooperação e simbiose fora de fronteiras.

Fala connosco, dá-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.