Texto: Liliana Pedro

De 31 Agosto a 2 de Setembro, o Indie Music Fest volta a levar o melhor da música nacional ao Bosque do Choupal, em Baltar.

indie-music-fest-2017-choupal-cartaz-paredes-baltar-agosto


E aqui estão elas, as últimas confirmações para o Indie Music Fest 2017. A contagem decrescente já começou e os últimos preparativos também. E é por isso, que a organização anunciou recentemente as últimas bandas que se juntam a nomes como Conjunto Corona, Them Flying Monkeys e Twins Transistors para 3 dias de muita música e magia no Bosque do Choupal em Baltar, de 31 de Agosto a 2 de Setembro.

Para os amantes de música Indie são nomes bem conhecidos que dispensam qualquer tipo de apresentação. Para aqueles que não conhecem tão bem, ora aqui vai:

The Poppers | São de Lisboa e o Rock n’roll corre-lhes nas veias. Lançaram recentemente um álbum de originais, “Lucifer”, e prometem-no tocar para o público do Indie Music Fest.

Nice Weather for Ducks | Leiria viu-os nascer e a tornarem-se num banda que se carateriza pela sua amálgama de sons e de ritmos e vozes vibrantes – tudo isto proporcionado pelos instrumentos que compraram no ebay.

George Marvinson | Tiago Vilhena, músico dos Savanna, criou o pseudónimo de George Marvison. O músico aventorou-se, assim, num projeto a solo para para nos mostrar a sua visão do mundo em forma de canções.

Mr.Gallini | O baterista dos Stone Dead criou o pseudónimo de Mr. Gallini e promete abanar com o Bosque do Choupal, ao som de um psych harmonioso de quem não quer ceder a crescer e deixar para trás o charme, a inocência e uma criatividade borbulhante.

FUZZIL | As ondas psicadélicas dos anos 60, 70 e 90 estão bastante presentes nesta banda com origens em Alcobaça. Trazem até ao público do Indie Music Fest, uma mistura agressiva de fuzz com vocais melódicos.

Flying Cages | Com o segundo álbum de estúdio, “Woolgather”, lançado recentemente, apresentam-se como uma banda de Indie Rock.

Foque | É o nome que Luís Leitão atribuiu ao som projeto a solo. É um projeto que surgiu da necessidade de ter independência musical e de largar, não as guitarras nem as baterias convencionais, mas o rock em geral, onde havia estado embrenhado grande parte da sua vida.

Rapaz Ego | Ou por assim dizer, Luís Montenegro, músico dos Salto. Luís dedica-se a outros projetos, como o projecto de electrónica Lewis M. e dá uma ajuda na formação com banda da Capicua desde o ano transacto. Rapaz Ego surgiu na forma de um desabafo.

Moda Americana | Para terminar em grande, a organização escolheu Moda Americana, uma banda de rock alternativo da capital com uma sonoridade psicadélica moderna e expansiva.

O festival não estaria completo sem a presença de Funk, Soul, Jazz, RnB e Hip Hop, e por isso juntam-se ao cartaz Indian Rubber, Eden Lewis II e Pás de Probléme, convidado os festivaleiros a darem um pézinho de dança. A festa está mais que garantida!

Com estas últimas confirmações, só faltam saber os nomes dos artistas que vão subir ao palco da música eletrónica. Ao que a organização promete anunciar muito em breve. Se ainda não tens o teu bilhete, já sabes podes adquiri-lo nos locais habituais e na bol, a um preço exclusivo para os amantes desta nova onda musical em Portugal, que vem para ficar.

O paasse geral (3 dias) está ainda disponível por 30€ com oferta da t-shirt do festival (limitado a 150 unidades).

Fala connosco, dá-nos a tua opinião!