Texto: Mafalda Lalanda

Em Campo de Ourique há uma nova livraria chamada BAOBÁ. A inauguração do espaço aconteceu no dia 12 de novembro no número 26B da Rua Tomás da Anunciação pelas 16h00.

15069077_214930155584048_3564204372414341637_o


A Orfeu Negro, editora fundadora do projeto, encontra-se fortemente representada nas jovens estantes livreiras. Contudo, não deixa de parte outras casas editoriais que partilhem características semelhantes, tal como acontece com a Pato Lógico. No fundo, a BAOBÁ assume-se como livraria especializada em livros ilustrados que, por isso, são vulgarmente associados à literatura infantojuvenil.

O próprio espaço – divido em diferentes salas – está preparado para acolher os mais novos, através de pinturas nas paredes, recantos onde só os mais pequenos conseguem chegar e algumas atividades recreativas. Há o espírito familiar de algo que começa e uma aura acolhedora no conforto da sala com sofá e almofadas para, quiçá, estimular um momento de leitura. No entanto, seria errado pensar que se trata de um espaço exclusivo para crianças. No dia de abertura estavam presentes vários adultos que aproveitavam o momento para se deliciarem com o caráter mais criativo e inesperado das edições presentes. Além disso, por se tratar de uma livraria intimamente associada à imagem, também se apresenta como galeria, sendo que uma das salas está a acolher a exposição do premiado ilustrador Manuel Marsol. Ainda no dia inaugural, houve espaço para a atuação do trio Kilôko entre alguns petiscos oferecidos pela organização.

15003213_214930052250725_5435689240056980872_o


Esta livraria, com nome de árvore, apresenta os seus rebentos sem uma organização protótipa ou muito rigorosa, pelo menos para já. As estantes não estão sobrelotadas de livros. Há espaço para cada capa respirar e sobressair, o que convida a folhear as páginas. À semelhança de uma exposição de arte, existe uma distribuição propícia à contemplação. A função mais livreira do espaço acontece apenas na sala principal – a sala de entrada – depois de uma curta escadaria que conduz o curioso a este ninho na árvore.

Um espaço para parar e ler um pouco ao sol do terraço ou à sombra da BAOBÁ.

Fala connosco, dá-nos a tua opinião!