+ JAZZ é o projecto que além de divulgar o gosto pelo jazz tem como principal objectivo a difusão de jovens artistas e projectos emergentes na cultura açoriana e nacional.

Iniciado em Abril de 2012, marca para os dias 20 e 21 de Maio a sua 5ª Edição no Teatro Angrense, em Angra do Heroísmo.

12963874_872720926170011_7567382008182100747_n


Festival multidisciplinar que conta com o apoio da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo, celebra o seu 5º aniversário sob o tema “Uma mão cheia de Jazz”. Esta edição irá contar com três concertos, um dj set, um mercado urbano de artesanato, uma exposição, dois workshops, uma palestra e animação de rua.

No dia 20, a edição abre com Sara Cruz. A cantora açoriana, de 20 anos de idade, tem conquistado palcos das várias ilhas dos Açores, Portugal Continente e Londres. Influenciada pela soul music, a jovem natural de São Miguel irá apresentar-se a solo e em versão acústica para iniciar as festividades.


A9ª (Anona) é a banda reservada para fechar o primeiro dia. O trio residente na Galeria Arco8, em Ponta Delgada, promete um espectáculo único. João Silvestre, Paulo Bettencourt e Ricardo Reis irão demonstrar uma sonoridade original e provar que o jazz pode muito bem aliar-se à música electrónica.

No segundo dia será a vez de Cat Green & the Strange Fellas. Catarina Ortins, descendente de Terceirenses por parte de mãe, regressa à ilha com uma enorme bagagem musical e cheia de temas originais. A banda portuguesa com raízes funk, soul, blues e groove irá invadir o Teatro Angrense.

Mary Jane, dj revelação da ilha Terceira, estreia-se no + Jazz encerrando a edição. Mariana Meneses Ribeiro apresenta-se com o alter ego de Mary Jane para um dj set e Angra vai tremer com os beats do chill out ao electro house music.

Além da música a Rua da Esperança vai também ser ocupada por uma exposição. Margarida Quinteiro, terceirense e professora de profissão, exibe o seu trabalho de fotografia com o título “Duas mãos cheias de Jazz”. E pelo segundo ano consecutivo os Urban Sketchers Terceira juntam-se ao festival para pintar as ruas de Angra do Heroísmo, inspirando-se na comunidade mundial USK: “Ver o Mundo, um desenho de cada vez”.

O cartaz já está completo e os bilhetes já se encontram à venda.

Fala connosco, dá-nos a tua opinião!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.