Texto: Bruno Figueiredo

O álbum que sai a 21 de outubro, é composto somente por canções do brasileiro e conta com a participação do próprio músico.

unnamed-1


Depois de “Rua da Emenda“, António Zambujo está de volta aos discos, com o lançamento de um álbum composto somente por canções de Chico Buarque. Com data marcada para 21 de Outubro, o disco chamar-se-a “Até Pensei Que Fosse Minha”, e contará com algumas das canções mais emblemáticas do percurso de Chico Buarque, como “Cálice”, “Valsinha”, “João e Maria”, “Tanto Mar” ou “Geni e o Zepelim”.

Das colaborações, que fazem este trabalho possível, destaque-se o próprio Chico Buarque, que participa com António Zambujo na sua versão da canção “Joana Francesa”, contando ainda com a cantora brasileira Roberta Sá e a fadista Carminho, esta última que canta com Zambujo o tema “O Meu Amor”.

“Recentemente, António Zambujo levantou um pouco do véu deste projeto dedicado a Chico Buarque num concerto no 40.º Festival d’Ile-de-France, muito elogiado pelo jornal francês “Le Monde”. O jornal salientou “o requinte, a elegante sensualidade e a grande classe” com que António Zambujo homenageou Chico.”

Produzido por Ricardo Cruz e Marcello Gonçalves, sendo que este último é também responsável pela direção musical e arranjos, “Até Pensei Que Fosse Minha” conta ainda com a direção de produção de João Mário Linhares e capa da autoria da artista plástica, Adriana Varejão. Tudo isto para um disco que se construiu de modo transatlântico, com gravações em Portugal no Atlântico Blue, em Oeiras, e no Brasil, mais precisamente no Rio de Janeiro, nos estúdios Visom e Nas Nuvens.

unnamed

Além de colaboradores de longa data como Ricardo Cruz (no contrabaixo) e de Bernardo Couto (na guitarra portuguesa), este novo álbum conta ainda com a participação de músicos como o Trio Madeira Brasil, o próprio Marcello Gonçalves no violão de sete cordas, Sérgio Valde os e Zé Paulo Becker no violão, Ronaldo do Bandolim no bandolim, João Moreira no trompete, Anat Cohen no clarinete, Paulino Dias na percussão ou Marcelo Cadi no acordeão, entre outros.

Fala connosco, dá-nos a tua opinião!