Ghost Hunt, Ganso, Ditch Days, Whales e Desligado, juntam-se à festa da música independente nacional.


A festa continua a ganhar forma no Bosque do Choupal, em Baltar, com 5 novas confirmações que se juntam agora aos já anunciados Salto, Savanna, Galgo, Riding Pânico, Basset Hounds, The Walks, Pussywhips, Granada, Indio Kurtz, Wild Apes, Solution, MUAY, Pixel82 e Jesse.

Assim, comecemos pelos Ghost Hunt, sendo eles o Pedro Chau e Pedro Oliveira, uma dupla com raízes entre Coimbra e Lisboa. Podemos afirmar, muito seriamente, que são a prova viva de que é possível haver harmonia entre o rock e as sonoridades electrónicas, tudo isto sem nunca esconderem as influências musicais que seguem. Desde punk e garage rock, a techno e shoegaze, a música da dupla é altamente sedutora e reanimou o psicadelismo em Portugal.


Seguimos depois com os Ganso que, segundo dizem as más linguas “não têm medo do bosque!” Vindos de Lisboa, são saídos da mesma “fábrica” que nomes como El Salvador, BISPO ou Modernos.
O seu primeiro EP chama-se “Costela Ofendida” mas diz-se por aí que o primeiro disco não tarda a chegar!


Em terceiro lugar falamos dos Ditch Days. Chegaram há poucos meses às playlists das rádios nacionais, e depois do EP “Melbourne” não é difícil criar expectativas para o albúm que está para breve! Não censuram nenhum cenário – são urbanos e exóticos ao mesmo tempo, mas é no Bosque do Choupal que o seu indie rock e dream pop vos encontrarão.

Whales justificam o seu nome dizendo que a baleia “é um animal que anda devagar, mas com firmeza”. Assim, é entre as novas correntes do vasto oceano da música indie rock, ou na electrónica, que se começa a ver no quarteto um caso sério no panorama dos novos talentos nacionais.
Acabaram de estrear o primeiro single “Big Pulse Waves” e vão tocá-lo com toda a força em Setembro!


Em último lugar temos Desligado, o Homem-Orquestra que acha que estamos ligados a demasiadas coisas. Mas vamos deixar que ele se apresente:

“Olá, sou o Desligado, gosto de estar à sombra de árvores nos dias de sol, andar descalço, dormir de manhã, fumar depois de tomar um café, música com shake, de baixos. Sou, em geral, como as pessoas. Fiquem com este mambo soft que registei live in studio o ano passado. Sejam bem-vindos.”

Relembramos que o Indie Music Fest regressa ao Bosque do Choupal nos próximos dias 1,2 e 3 de Setembro e os passes-gerais – com direito a campismo – para a 4ª edição da celebração artística mais independente do país estão disponíveis ao preço de 25€.

Fala connosco, dá-nos a tua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.