Texto: Bruno Figueiredo | Fotografia: Bruno Figueiredo

O quarteto indie rock conimbricense teve uma noite quente na sala da baixa Lisboeta


Os Flying Cages já não são, com certeza, os miúdos com que nos cruzamos, pela primeira vez, em 2013. Mais sólidos, com um disco que mostra identidade e ao mesmo tempo, vontade de inovar, apresentaram-se pela segunda vez na semana, em Lisboa no Sabotage Club.

Dentro daquelas 4 paredes, sob o tecto baixo e perdidos na escuridão, foram bem acolhidos, com uma multidão de dimensão média, composta de fãs e amigos que se juntaram para celebrar o lançamento de “Woolgather”. Durante pouco mais de uma hora foram debitando os temas do novo trabalho, alguns êxitos do anterior “Lalochezia”, e fizeram a festa grande, com uma presença em palco como nunca tínhamos antes visto. A verdade é que este é um trabalho e um ano definitivo para o quarteto de Coimbra e é esta nova dimensão que nos levou a passar a noite perdidos no meio da festa.

Fala connosco, dá-nos a tua opinião!