Texto: Cultur’Arte Mag | Fotografia: João Duarte

A noite de 14 de Maio foi de referência da música contemporânea no Convento São Francisco.

Michael Nyman é, à falta de melhor palavra, uma referência única no mundo da música contemporânea. Com 72 anos, o autor obteve maior notoriedade enquanto compositor de bandas sonoras para as mais variadas aplicações, desde o mundo do cinema à televisão, ou até mesmo no mundo orquestral, Nyman conta, desde 1977, com uma obra vasta e reconhecida.

Foi então a solo que subiu ao palco do grande auditório do Convento São Francisco para uma experiência única, onde pudemos testemunhar uma intima relação entre um homem e o seu piano, num espectáculo que não deixou nada mais do que a ansia de um regressar breve, por parte do compositor britânico.

Fala connosco, dá-nos a tua opinião!